: Ремонт ноутбуков hp pavilion. Ремонт ноутбуков hp своими руками. Ремонт клавиатуры ноутбука hp. Сервисный центр samsung ремонт планшетов. Быстрый ремонт планшетов samsung. Ремонт планшетов samsung galaxy tab. Штукатурка стен своими руками. Качественная венецианская штукатурка своими руками. Наружная штукатурка своими руками.
Смартфон samsung galaxy отзывы. Хороший обзор смартфонов samsung galaxy. Смартфон samsung galaxy ace 2. Горнолыжные курорты италии отзывы. Лучшие горнолыжные курорты италии. Горнолыжные курорты италии фото. Лазерная коррекция зрения. Качественная коррекция зрения стоимость. Операция по коррекции зрения. Язык программирования python. Учим python быстро. Весь язык python с нуля. Лечение сетчатки глаза. Нервный тик глаза лечение. Болезни глаз лечение.



Exactidão científica conduz os cientistas ao Islão

U. K. Islamic Mission Da'wah Center

A pesquisa parapsicológica e o tratamento espiritual do homem à luz do Alcorão convenceram o Dr. Arther J. Alison, da verdade científica do Islão. O Dr. Alison, que se converteu ao Islão quando participava numa conferência científica no Cairo, disse que os Muçulmanos falharam ao demonstrar a realidade científica do Islão às pessoas de outras religiões.

Agora com o nome de Abdullah Alison, o chefe do Departamento de Engenharia Eléctrica e Electrónica numa Universidade Britânica, incentivou os cientistas Ocidentais a familiarizarem-se com o Islão que "se dirige ao intelecto e aos sentimentos ao mesmo tempo".

Vários cientistas Ocidentais que estudaram o Alcorão quando a sua investigação académica o justificava, converteram-se recentemente ao Islão, considerando-o uma religião científica pura que não nega a investigação científica moderna e, ao contrário de outras religiões e filosofias, confirma muitas teorias científicas e tecnológicas.

O Dr. Alison disse que trabalhou durante seis anos como Presidente da Sociedade Britânica de Estudos Espirituais e Parapsicólogos. Esta posição, disse ele, levou-o a estudar profundamente diferentes religiões e filosofias, incluindo o Islão.

Ele disse que enquanto escrevia o texto da sua intervenção para a conferência do Cairo, o seu principal objectivo era estudar a medicina espiritual e parapsicóloga à luz do Alcorão.
Os resultados foram surpreendentemente marcantes e muito convincentes quanto à natureza e condição do sono e da morte, bem como outros fenómenos relacionados com isso, disse o Dr. Alison, acrescentando:

"A minha alegria não tinha limites pois os resultados do meu estudo eram tão convincentes e, por isso, eu descobri o Islão". Ele lamentou que o Ocidente seja totalmente ignorante da aproximação científica do Islão: "Durante a nossa discussão nesta conferência, chegámos à prova conclusiva de que o Islão não contradiz a ciência, e planeamos fazer mais pesquisas sobre a parapsicologia à luz do Alcorão", disse o cientista Britânico.

Enquanto preparava o seu discurso para a conferência do Cairo, o Dr. Alison deteve-se num versículo do Sagrado Alcorão que significava: "Deus recolhe as almas, no momento da morte e, dos que não morreram, ainda, (recolhe) durante o sono. Ele retém as almas para as quais ordenou a morte e deixa em liberdade as outras, até ao termo fixado. Na verdade, nisto há sinais para os sensatos". (39:42) Ele disse que as suas experiências demonstraram que algo sai do corpo humano quando um homem ou uma mulher estão a dormir e volta mais tarde o que os faz acordar. Mas com a morte "algo" não regressa. E é o que o Alcorão diz em palavras muito claras.

DESCOBERTA SUBAQUÁTICA CONDUZ OCEANÓGRAFO FRANCêS AO ISLÃO

O famoso oceanógrafo Francês Sr. Jacques Yves Cousteau, que passou a sua vida em descobertas subaquáticas e é considerado uma autoridade na exploração subaquática, converteu-se ao Islão depois da sua surpreendente descoberta ter sido confirmada pelo Sagrado Alcorão, o último guia revelado por Deus para toda a Humanidade. Um dia, algures no mar alto, o Sr. Comandante Jacques Costeau estava a fazer explorações subaquáticas quando descobriu que na água salgada do mar havia várias nascentes de água doce saborosa.

que o surpreendeu foi o facto da água doce das nascentes não se mistur com a água salgada do mar. Durante muito tempo ele tentou encontrar uma razão plausível para este fenómeno, mas sem resultado. Um dia quando o mencionou a um professor Muçulmano, este disse-lhe que este fenómeno seguia simplesmente a ordem de Deus como estava explicado claramente no Sagrado Alcorão. Leu então ao Sr. Cousteau os seguintes versículos do Sagrado Alcorão:

"E foi Ele (Deus) Quem estabeleceu as duas massas de água: uma saborosa e doce, e a outra salgada e amarga; e estabeleceu entre ambas uma linha divisória e uma barreira intransponível."(25:53)

Ao ouvir isto, o Sr. Cousteau disse que o Alcorão é certamente um Livro divino e converteu-se ao Islão.

"Este é Muhammad (s.a.w.), o filósofo, o orador, o profeta, o legislador, o guerreiro, o encantador dos pensamentos humanos, o que realizou os novos princípios da crença, o grande homem que estabeleceu vinte gigantescos impérios mundiais e um grande império e civilização do Islão."

A EXACTIDÃO CIENTÍFICA SURPREENDE O CIENTISTA TAILANDêS

Numa visita à Arábia Saudita, o professor Tajaten Tahasen, o ex-chefe do Departamento de Anatomia e Embriologia e actual Reitor da Faculdade de Medicina na Universidade de Chang-mi, Tailândia, viu alguns versículos do Alcorão e as tradições Proféticas que se relacionavam com o seu campo de estudo.

Perguntaram então ao professor se conhecia o trabalho do professor Keith Moore, um cientista Canadiano. Ele disse que conhecia o Professor Keith Moore que era um homem proeminente no campo da embriologia.

O Professor Tajasen leu então um artigo do Professor Moore em que ele escreve que, na sua opinião, muito do que foi revelado no Alcorão era compatível com a ciência moderna. O Professor Tajasen ficou surpreendido com o que leu no artigo e quis saber mais. Foi-lhe lido então o seguinte versículo do Alcorão:

"Os que rejeitam os Nossos (de Deus) Sinais, em breve Nós os lançaremos ao Fogo; cada vez que as suas peles forem queimadas, dar-lhe-emos outras (novas) em troca, para que sintam mais o suplício; na verdade, Deus é Poderoso e Sabio". (4:56)

O Professor Tajasen concordou que isto era uma referência ao fenómeno dermatológico que só recentemente a ciência moderna descobriu, nomeadamente que a pele contem todas as terminações nervosas e que se uma queimadura é muito grave e a pele fica completamente queimada, perde então o seu sentido de dor e a pessoa aflita não a sente verdadeiramente. Deus está consciente deste facto e Ele, de acordo com isso, certifica-se que os descrentes enviados para o Inferno sintam constantemente a dor, substituindo constantemente a pele para que as terminações nervosas sejam renovadas.

O Professor Tajasen diz que é impossível que isto tenha vindo de uma fonte humana, considerando o facto do Alcorão ser um texto com 1400 anos: este tipo de conhecimento simplesmente não existia nessa altura. De quem é que esta informação veio? A resposta é DEUS. Quem é Deus? Perguntou o Professor. Ele foi informado que Deus é o Criador, de Quem vem o verdadeiro Conhecimento, Sabedoria, Perfeição e Misericórdia.

O Professor Tajasen voltou para a Tailândia e realizou uma série de palestras sobre o que tinha aprendido. Como resultado directo destas palestras, cinco dos seus estudantes converteram-se ao Islão.

Pouco depois o Professor Tajasen voltou à Arábia Saudita para participar numa conferência em Riyadh. Na conferência, o professor fez um discurso aos delegados. Neste discurso, ele disse que os seus estudos o levaram a acreditar que tudo no Alcorão era verdadeiro. Alguns dos Sinais que foram revelados há 1400 anos atrás só recentemente foram explicados pela ciência moderna. Muhammad (p.e.c.e.) não sabia ler nem escrever, acrescentou o Professor, por isso, a verdade deve ter sido revelada pelo Criador, Allah.

O Professor continuou, dizendo que chegou a altura de declarar: La ilaha Illallahu Muhammadur-rassulullah (Não há nenhuma divindade senão Deus e Muhammad é o mensageiro de Deus). O Professor Tajesen aceitou os Sinais e converteu-se ao Islão. A quem quer que tenham sido transmitidos os Sinais, mas que conscientemente os rejeite por teimosia, unindo-se à ignorância, enfrenta o destino que Deus salienta nos versículos do Alcorão atrás citados.





Created & Design by MaiLayout