: Ремонт ноутбуков hp pavilion. Ремонт ноутбуков hp своими руками. Ремонт клавиатуры ноутбука hp. Сервисный центр samsung ремонт планшетов. Быстрый ремонт планшетов samsung. Ремонт планшетов samsung galaxy tab. Штукатурка стен своими руками. Качественная венецианская штукатурка своими руками. Наружная штукатурка своими руками.
Смартфон samsung galaxy отзывы. Хороший обзор смартфонов samsung galaxy. Смартфон samsung galaxy ace 2. Горнолыжные курорты италии отзывы. Лучшие горнолыжные курорты италии. Горнолыжные курорты италии фото. Лазерная коррекция зрения. Качественная коррекция зрения стоимость. Операция по коррекции зрения. Язык программирования python. Учим python быстро. Весь язык python с нуля. Лечение сетчатки глаза. Нервный тик глаза лечение. Болезни глаз лечение.



Islão e Ocidente deveriam aprender um com o outro

Por Fatema Hassan (in The Muslim News, U.K., nº. 120)
Tradução de: M. Yiossuf Adamgy

O Dr. Mustafa Ceric, Rais al-'Ulama e Grande Mufti da Bósnia, foi convidado a orar na Conferência do Islão e do Ocidente que teve lugar na London School of Economics.

O Dr. Ceric abordou assuntos relacionados com os Muçulmanos que habitam no Ocidente. Ele afirmou 'Actualmente, quando alguém fala em nome do Islão, é acusado de tentar converter ou avançar com uma justificação para o Islão. Não tenho poder para influenciar a conversão, nem tenho a intenção de justificar o meu Islão.'

Ele criticou o Ocidente por permitir o abuso dos direitos humanos dos Bósnios e dos Albaneses do Kosovo, tendo argumentado que a Declaração Universal dos Direitos Humanos terá sido esquecida no caso dos Bósnios e dos Albaneses.

O Dr. Ceric disse ainda: 'Para os meus companheiros Bósnios e para os meus companheiros Albaneses é de menos tarde demais. Parece que a Arca (comparando com a arca de Noé e a salvação de uma nação de gente do Dilúvio) da Declaração Universal dos Direitos Humanos não é espaçosa o suficiente para albergar certas espécies de humanidade. A sua planta foi desenhada no papel em Nova Iorque, mas não construída na montanha nos Balcãs ou na Europa.'

Seguidamente afirmou: 'Imagens como a igualdade perante a lei, protecção de aprisionamentos arbitrários, o direito a um julgamento justo... são imagens deveras co

loridas mas pedaços de madeira demasiado corrompida para que a partir deles se possa construir a forte Arca universal para a salvação humana.'

Enfatizou, contudo, que nem 'o Ocidente está contra o Islão nem o Islão contra o Ocidente', unicamente aquilo a que o Islão se opõe é a jahiliyyah (ignorância), seja no Ocidente ou no Oriente.
Os Muçulmanos não devem encarar o Ocidente como uma ameaça: 'Não pretendo dizer às gentes do Ocidente que continuem a encarar o Islão como uma ameaça ou o contrário. Têm o direito às suas próprias percepções e ilusões. Quero, sim, afirmar aos Muçulmanos que é um grande erro considerar o Ocidente como um mal e confrontá-lo com o Islão.' Portanto, os Muçulmanos não deverão utilizar o Islão em sua defesa, antes defenderem-se a si próprios: 'os Muçulmanos têm de ser honestos e reconhecer que necessitam que o Islão os defenda, mais do que o Islão necessita da sua defesa. O Islão precisa de uma compreensão genuína e sincera ao invés de um grito apologético."

Por fim, terminou com uma análise à necessidade que os Muçulmanos e o Ocidente têm de viver juntos. Disse: 'A ameaça não está no Islão, mas sim na nossa incapacidade espiritual de estar à altura dos valores morais universais; o mal não está no Ocidente, mas sim na nossa insegurança cultural. É chegada a altura do Islão ser visto como uma benção espiritual para o Ocidente e do Ocidente ser encarado como um apelo ao despertar intelectual para o Oriente Muçulmano."





Created & Design by MaiLayout